quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Fabricar a paz

Um mês após havermos vencido as eleições para o Diretório Acadêmico da Escola Superior de Engenharia da Universidade de Pernambuco (ex- FESP), no calor dos nossos 20 anos de idade, até então o mais novo presidente da história daquele D.A., em novembro de 1981, realizou-se na Praça do Carmo, na cidade do Recife, a Missa dos Quilombos, concelebrada pelos bispos Dom Hélder Câmara, Dom Pedro Casaldáliga e Dom José Maria Pires.

5 comentários:

  1. Alô Alexandre!!
    Entro no blogger pela primeira vez e logo de cara faço um comentário sobre o seu texto, Fabricar a Paz. Sinto sua vibração positiva toda vez que se refere a Dom Hélder Câmara. Isso é bacana, e construtivo. Parabéns!
    Acredito que Dom Hélder tenha sido o pastor que mais alto levantou sua voz para defender os pobres, excluídos, injustiçados e marginalizados.
    A forma clara como em toda a sua trajetória Ele fez a relação direta, entre pobre e rico, nos seus sermões, discursos e durante toda a trajetória de vida, é impressionante.
    Esse sermão deveria ser muito usual nas igrejas católicas de hoje. Não sei se é.
    Mas também, muito mais do que um discurso, isso deveria ser uma razão de viver de cada um de nós seres humanos. Acredito muito bem que aí está um ramo a ser seguido, se quisermos ser humanistas e solidários.
    Aliás o tempo levou-me a cristalizar a idéia de que tudo isso que inspirou D. Hélder, o seu apoio irrestrito aos pobres, no fundo é a essência da "religião" iniciada pelo de Jesus de Nazaré.
    Mas na seqüência dos séculos nós pouco, quase nada fizemos para transformar esse "protocolo de intenções", em que se transformou a pregação de Jesus de Nazaré, em algo que seja real, concreto, diário e duradouro. Alguém precisa se esforçar nesse sentido.Alô Alexandre!!
    Entro no blogger pela primeira vez e logo de cara faço um comentário sobre o seu texto, Fabricar a Paz. Sinto sua vibração positiva toda vez que se refere a Dom Hélder Câmara. Isso é bacana, e construtivo. Parabéns!
    Acredito que Dom Hélder tenha sido o pastor que mais alto levantou sua voz para defender os pobres, excluídos, injustiçados e marginalizados.
    A forma clara como em toda a sua trajetória Ele fez a relação direta, entre pobre e rico, nos seus sermões, discursos e durante toda a trajetória de vida, é impressionante.
    Esse sermão deveria ser muito usual nas igrejas católicas de hoje. Não sei se é.
    Mas também, muito mais do que um discurso, isso deveria ser uma razão de viver de cada um de nós seres humanos. Acredito muito bem que aí está um ramo a ser seguido, se quisermos ser humanistas e solidários.
    Aliás o tempo levou-me a cristalizar a idéia de que tudo isso que inspirou D. Hélder, o seu apoio irrestrito aos pobres, no fundo é a essência da "religião" iniciada pelo de Jesus de Nazaré.
    Mas na seqüência dos séculos nós pouco, quase nada fizemos para transformar esse "protocolo de intenções", em que se transformou a pregação de Jesus de Nazaré, em algo que seja real, concreto diário e duradouro. Alguém precisa se esforçar nesse sentido.
    Bem Alexandre, aproveito para, 28 anos depois, dar os parabéns pelo evento da Missa do Quilombo, e também pela sua eterna juventude.
    E viva a Missa dos Quilombos!!!
    Paulo Dalla Porta.

    Bem Alexandre, aproveito para, 28 anos depois, dar os parabéns pelo evento da Missa do Quilombo, e também pela sua eterna juventude.
    E viva a Missa dos Quilombos!!!
    Paulo Dalla Porta.

    ResponderExcluir
  2. Caro imãozinho Paulo dalla Porta,

    que maravilha é ver a sua vibração! Vamos juntos, porque são bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça... Assim falou o Mestre.

    Grande abraço! E conto com a tua colaboração em nosso blog.

    Alexandre

    ResponderExcluir
  3. bonitas palavras...

    ResponderExcluir
  4. Mas do que palavras, penso que podem ser um programa de vida!

    ResponderExcluir
  5. Olha, Alexandre quero fazer minhas as palavras de Paula Dalla" Alo Alexandre", Acho que voce já faz isso de maneira muito concreta por onde voce passa e tambem em quem passa por voce, posso testemunhar isso, como passei a ter mais vontade de fazer mais, pelo o proximo depois de ouvir atentamente seus comentarios, muitas vezes sem a menor intenção, pois isso é sua essencia, precisamos de mais "Alexandres", para sairmos do "Protocolo de intençoes" e partirmos para a ação. Toda unidade. Sandra Vendas

    ResponderExcluir

A gente quer dar as boas-vindas para você visitante do nosso blog. Para começar o/a convidamos a assistir AO VÍDEO DE FORMATURA para conhecer a experiência histórica da primeira edição da Escola Civitas de Fortaleza. Você pode também assistir aos clipes inéditos das músicas DOIS OLHOS LUZ , ECLIPSE TOTAL , O ZERO e NINGUÉM. Além dos vídeos, nosso blog conta com o ESPAÇO POESIA. Esperamos sua contribuição. Disponibilizamos abaixo textos sobre a busca da fraternidade na política. Boa navegação!